Maior vazamento de senhas da história contém 8,4 bilhões de registros únicos

O arquivo com 100GB, em formato TXT, está disponível em um fórum especializado para hackers. Não se sabe a origem dessas senhas, mas acredita-se que são uma compilação de vazamentos anteriores. As informações são do site CyberNews.

Aplicativo do Google para aprender a programar agora tem suporte ao português do Brasil

O Grasshopper tem como objetivo ensinar programação para iniciantes através de jogos e lições interativas em JavaScript, trazendo conceitos como funções, loops e variáveis. As informações são do blog do Google Brasil.

Aplicativo de mensagens criado pelo FBI derruba máfia australiana

Durante três anos, os criminosos utilizaram o “AN0M”, aplicativo supostamente criptografado, mas desenvolvido pela agência norte-americana, permitindo a leitura de mais de 25 milhões de mensagens em tempo real. A operação “Ironside”, deflagrada ontem, prendeu 224 pessoas em 33 países. As informações são da ABC Australia.

Provedor de CDN cai e derruba grande parte da Internet

Uma falha nos sistemas da Fastly na manhã desta terça-feira derrubou inúmeros sites populares, redes sociais e páginas de notícias como Spotify, Twitch, Stack Overflow, GitHub, CNN, The New York Times, BBC e Financial Times. Segundo a página de status da Fastly, por volta das 11h00 (UTC) o problema foi identificado e uma correção foi aplicada. As informações são do site TechCrunch.

Desenvolvedor acusa editores de HTML melhores ranqueados no Google de serem um golpe de SEO

Caspar von Wrede, explica em seu blog, que diversas ferramentas para edição ou “limpeza” de HTML online como “HTML-Online”, “HTMLG”, “HTML-Cleaner” e “HTML5-Editor”, aparentemente todas desenvolvidas pela mesma pessoa ou organização, injetam links secretamente nos outputs gerados para melhor o ranking de si próprias ou de sites afiliados no Google. Até mesmo um posto no blog da empresa de segurança Kaspersky já caiu no esquema, possuindo um backlink para uma das páginas do grupo. Segundo von Wrede, o método tem sido muito bem-sucedido e parece não ter sido detectado até agora.

Criminosos estão utilizando biometria facial para financiar veículos em nome das vítimas

A pessoa recebe em casa a visita de um suposto motoboy com um brinde (um kit de perfumaria por exemplo), mas precisa realizar o reconhecimento facial no celular do golpista para confirmar o recebimento da encomenda não solicitada. Com a confirmação facial e outros documentos falsos, os criminosos conseguem a aprovação do financiamento e retiram os veículos das concessionárias. As informações são do portal UOL Carros.

Newsletter

Assine nossa newsletter para receber atualizações! News Receber em HTML? E-mail cadastrado!
Joomla Extensions powered by Joobi